Weintraub promete reagir à demissão da Unifesp e mira 'CGU do Lula'


© Reuters Weintraub promete reagir à demissão da Unifesp e mira ‘CGU do Lula’

Após ser demitido da Unifesp por decisão da Controladoria Geral da União por conta de faltas injustificadas, o ex-ministro da Educação Abraham Weintraub promete reagir à punição. Ele disse anunciou uma edição especial de seu programa em rede social “Weintraub Sem Filtro” nesta quarta-feira.

Ao falar do tema, o ex-ministro incluiu na legenda da imagem um comentário irônico: “será que vou chorar igual aos bolsolepristas? Preparem-se”.

Weintraub foi demitido do cargo de professor do magistério superior após processo administrativo disciplinar da CGU. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) nesta quarta-feira, 7. No processo, que garante direito a defesa, foram comprovadas 218 faltas não justificadas ao serviço na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

O ex-ministro ocupava a função no período de outubro de 2022 a setembro de 2023. Com a decisão, o Weintraub fica impedido de exercer funções de confiança no Executivo federal por oito anos, conforme previsto em lei.



Add a comment