Valdemar é preso por porte ilegal de arma em Brasília


© Reuters. Valdemar é preso por porte ilegal de arma em Brasília

O presidente do PL (Partido Liberal), Valdemar Costa Neto, foi preso nesta 5ª feira (8.fev.2024) por porte ilegal de armas. O dirigente partidário é um dos alvos de operação da PF (Polícia Federal) que apura uma suposta tentativa de golpe de Estado em 2022. Valdemar está na sede da Superintendência da PF, em Brasília.

Um dos alvos é o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). A operação foi autorizada pelo ministro Alexandre de Moraes. O ex-chefe do Executivo terá 24h para entregar o passaporte à corporação. Ele também não poderá manter contato com os investigados, o que inclui Valdemar, presidente da sigla.

Valdemar comanda o maior partido de oposição ao governo. O PL tem a maior bancada da Câmara, com 95 deputados. No Senado, tem a 2ª maior bancada, com 12 senadores.

Os agentes cumprem 33 mandados de busca e apreensão, 4 mandados de prisão preventiva e 48 medidas alternativas, como a proibição de manter contato com os demais investigados, a proibição de se ausentar do país com entrega dos passaportes no prazo de 24 horas e a suspensão do exercício de funções públicas. As buscas são realizadas em 9 Estados e no Distrito Federal.

O Poder360 apurou que o ex-assessor da presidência, Filipe Martins e o ex-comandante da Marinha, Almir Garnier, e outros militares teriam sido delatados por Mauro Cid, ex-ajudante de ordens de Bolsonaro. As diligências integram a nova fase das investigações que miram o suposto gabinete do ódio durante o governo do ex-presidente.

Leia mais em Poder360



Add a comment