Tribunal russo ordena prisão à revelia de porta-voz da Meta


© Reuters.

MOSCOU (Reuters) – Um tribunal de Moscou disse nesta segunda-feira que ordenou a prisão à revelia do porta-voz da Meta Platforms (), Andy Stone (NASDAQ:), por dois meses, enquanto aguarda o julgamento de uma série de acusações relacionadas a terrorismo.

A Meta não respondeu imediatamente a um pedido de comentário da Reuters, enquanto Stone se recusou a comentar.

A Rússia se tornou cada vez mais hostil em relação à Meta depois de Moscou ter enviado o seu Exército para a Ucrânia em Fevereiro de 2022. As principais redes sociais da Meta — Facebook e Instagram — foram ambas banidas logo após o início do conflito e a Meta foi posteriormente considerada culpada de “atividades extremistas” na Rússia.

O Ministério do Interior da Rússia abriu uma investigação criminal sobre Stone no final do ano passado, sem divulgar acusações específicas.

O Tribunal Distrital de Basmanny, em Moscou, disse na segunda-feira que Stone foi acusado de “promoção de atividades terroristas, apelos públicos a atividades terroristas, justificativa pública de terrorismo ou propaganda de terrorismo e apelos públicos a atividades extremistas”.

O tribunal também disse que Stone foi colocado em listas de procurados tanto na Rússia como internacionalmente.



Add a comment