Projetos imobiliários na China devem receber empréstimos sob novo programa de estímulo


Projetos imobiliários na China devem receber empréstimos sob novo programa de estímulo

Milhares de projetos imobiliários na China devem receber financiamento em um novo programa de Pequim, no momento em que autoridades intensificam esforços para resgatar o setor de uma crise de liquidez que se aprofunda. Até o fim de janeiro, 170 cidades nas 26 províncias chinesas haviam proposto o primeiro lote de mais de 3 mil projetos favorecidos para bancos comerciais, com um total de 17,86 bilhões de yuans (US$ 2,48 bilhões) de empréstimos já orientados para 83 desses projetos, reportou no domingo a imprensa estatal, a partir de fontes oficiais.

Analistas, porém, questionam a eficácia do mecanismo, e advertem que ele seria ameaçado pela relutância dos bancos em emprestar ao setor em crise, devido a temores sobre os lucros e a qualidade dos ativos das incorporadoras. Analistas também dizem que o novo esquema de financiamento pode ser do tipo “muito pouco, muito tarde”, considerando a potencial lacuna de financiamento para as residências vendidas antecipadamente e não concluídas no país.

Pequim tem lançado várias medidas de apoio desde o fim do ano passado para ajudar o setor imobiliário. Essas medidas, porém, não têm tido sucesso em reavivar o setor, segundo dados recentes.

Em 2023, o investimento em propriedades caiu 9,6%, enquanto as novas construções iniciadas recuaram 20,4% e as vendas de residência por valor tiveram baixa de 6,0%. Fonte: Dow Jones Newswires.



Add a comment