Petróleo sobe e acumula alta semanal com oferta restrita e conflito no Oriente Médio


© Reuters. Plataformas de perfuração operam em Midland, no Texas, EUA
13/02/2019
REUTERS/Nick Oxford

Por Laura Sanicola

(Reuters) – Os preços do subiram nesta sexta-feira, acumulando alta de cerca de 6% em uma base semanal, com o aumento das preocupações sobre a oferta do Oriente Médio e com as interrupções no fornecimento de produtos refinados.

O petróleo avançou 56 centavos, ou 0,7%, a 82,19  dólares por barril. O petróleo West Texas Intermediate dos Estados Unidos subiu 62 centavos, ou 0,8%, a 76,84 dólares por barril.

O preços do petróleo subiram durante toda a semana, impulsionados pela rejeição do primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, a uma proposta de cessar-fogo com o Hamas na quarta-feira. A alta desta semana seguiu-se a uma perda de 7% na semana anterior.

“Acreditamos que esse tipo de oscilação ampla de preços de uma semana para outra caracterizará ainda mais os mercados de petróleo bruto até o final deste mês, a menos que haja grandes manchetes de alta no Oriente Médio que possam forçar um ajuste nos balanços globais de petróleo”, disse Jim Ritterbusch, presidente da Ritterbusch and Associates LLC.

As forças israelenses continuaram os ataques aéreos mortais na Faixa de Gaza nesta sexta-feira. Na quinta-feira, o bombardeio da cidade de Rafah, na fronteira sul de Gaza, ajudou a aumentar os preços do petróleo em cerca de 3%.



Add a comment