Paraná já colheu um quarto da safra de soja, plantio de milho vai a 32%, diz Deral


© Reuters. Carregamento de soja
17/02/2020
REUTERS/Jorge Adorno

SÃO PAULO (Reuters) – A colheita de do Paraná da safra 2023/24 avançou para 25% da área plantada no Estado, aumento semanal de seis pontos percentuais mantendo as atividades nas lavouras no ritmo mais forte desde 2019 para a época, de acordo com dados divulgados nesta terça-feira pelo Departamento de Economia Rural (Deral).

Em 7 de fevereiro do ano passado, o Paraná havia colhido apenas 2% da área plantada. O índice da safra atual só fica atrás dos 33% vistos em 2019, no início de fevereiro daquele ano.

A colheita da soja está acelerada por um encurtamento do ciclo devido ao calor intenso no final de dezembro e início de janeiro, além de um plantio precoce em várias regiões.

A safra de soja paranaense é estimada em 19,2 milhões de toneladas, queda ante as mais de 22 milhões de toneladas do recorde do ano anterior.

O avanço da colheita do Paraná se soma aos trabalhos de Mato Grosso, maior Estado produtor, onde as atividades também estão adiantadas, o que eleva a oferta no Brasil, cujas exportações em fevereiro devem ser fortes, podendo superar 10 milhões de toneladas, segundo a programação de navios nos portos.

Em termos nacionais, a colheita já supera 15% da área plantada, segundo consultorias privadas.

No Paraná, o Deral registra ainda que 36% da primeira safra de já está colhida, versus 4% na mesma época do ano passado.

Já a segunda safra de milho do Estado foi plantada em 32% da área projetada, alta semanal de dez pontos percentuais, também no ritmo mais forte desde 2019 para a época (47%). O Estado é o segundo produtor do cereal no país.

 

(Por Roberto Samora)



Add a comment