Ouro fecha em leve queda, mas analistas veem espaço para novas altas


© Reuters. Ouro fecha em leve queda, mas analistas veem espaço para novas altas

O ouro fechou perto da estabilidade nesta sexta-feira, 26, acumulando pequenas perdas, mas sustentando-se acima da barreira psicológica de US$ 2 mil. Na semana, o metal ficou no vermelho, mas se movimentou de lado e ainda oferece fôlego para subir mais, enquanto as tensões no Mar Vermelho e o iminente ciclo de cortes de juros pelo Federal Reserve mantém investidores otimistas sobre as perspectivas nesse mercado.

Na Comex, divisão para metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), o ouro com entrega prevista para fevereiro de 2024 fechou em queda de 0,03%, a US$ 2.017,30 por onça-troy. Na semana, o ouro caiu 0,59%.

Para o TD Securities, mesmo perto de níveis históricos, os contratos futuros do ouro seguem subposicionados para um possível início do corte de juros pelo Fed, que tende a beneficiar fortemente a atratividade do metal e elevá-lo a novas máximas. Além disso, o TD destaca que a China tem mantido suas reservas de ouro bem abastecidas, comprando parte da oferta do mercado. “Tudo isto inclina o equilíbrio dos riscos nos para o lado positivo”, escreve o banco de investimentos, em nota a clientes.

O analista da Oanda Craig Erlam concorda com a visão do TD, e destaca que os preços do ouro se sustentaram mesmo quando o mercado começou a duvidar de um possível corte de juros nos EUA já em março, que segue no radar de investidores.



Add a comment